il_fullxfull_46088970

 

não, meus queridos, não estou na mesma, mas que mais poderei responder a pessoas que não vejo há anos? como dizer que cresci, que já não sou a adolescente insegura, que sei o quero, que sei o que valho, que caminho no equilíbrio dos pés assentes no chão e a cabeça no sol, como explicar que passos dou, dei, como dizer “ah, se tu soubesses…”?