não sei se não será uma espécie de negação mas depois de algumas tentativas infrutíferas de mudar as coisas agora estou, de facto, à espera que elas mudem. costumo dizer que o período de setembro / outubro é o meu fim de ano, e depois de passar alguns meses a esforçar-me para que as coisas mudassem, quer no trabalho (hoje tive uma reunião num sítio onde gostaria de trabalhar e não fosse a minha directora estar lá também seria ver-me a zumbir pela sala “pick me! pick me!”), quer na minha relação, agora estou simplesmente à espera. para ver. ver se deu certo, ver se de facto está tudo bem. ou ver se, na volta, está tudo ainda pior.

entretanto arrumei o armário e, embora não tenha ainda esta colecção de sapatos, para lá estou a começar a caminhar (e entretanto, enquanto estou presa numa empresa de que não gosto, sempre posso ir acumulando saldo). continuo a acreditar que as arrumações são uma bela forma de terapia.

shoes