esta é a altura do ano em que todas as revistas publicam horóscopos para 2011. ora aqui estou eu em 2011, sendo capricórnio (obrigada, planeamento familiar que me fez nascer a 27 de dezembro) e segundo a elle de janeiro (merci, t.):

– “todas as situações serão submetidas à mesma análise rigorosa e objectiva” (desde quando?!?!);

– “sendo uma pessoa por natureza prudente e sensata” (ah ah ah) “evita situações que fogem do seu controlo e dificilmente embarca em aventuras de forma impulsiva” (duplo ah ah ah);

– “poderá sentir alguns avanços a nível financeiro” (well, one can dream, pelo menos em relação a esse avanços serem no sentido das poupanças e não no sentido de eu avançar para as lojas assim que me apanho com uns euros extra como normalmente);

– “as nativas de capricórnio são maduras, sérias e estáveis” (again, desde quando?! fico então a aguardar que em 2011 o comboio da estabilidade e maturidade páre, talvez em santa apolónia, e eu possa entrar nele);

– “os fatos de corte masculino destacarão a sua presença forte e a sua solidez” (ok, em primeiro lugar eu detesto fatos, só uso as calças, e em segundo lugar: solidez? como assim s-o-l-i-d-e-z? os fatos não poderiam destacar a minha “figura esguia”? tinha de ser solidez?).

ansiosa por tomar notas e comparar com os das outras revistas. 2011, here I come.