(matthew kavan brooks)

o que é que vocês fazem para sair de uma rotina morosa e aborrecida?

hoje demorei uma hora e quinze minutos a sair da cama para ir trabalhar.

estava acordada e de dez em dez minutos carregava no snooze do alarme, virava-me para o outro lado e suspirava. sim, tive de começar a contabilizar esta minha inabilidade para me levantar de manhã nas horas a que marco o despertador, caso contrário já tinha sido despedida por chegar consecutivamente atrasada. gostava de, este ano, sair daqui para outro sítio (e para isso existem cvs, anúncios, candidaturas espontâneas que vão começar a fluir ordeiramente do meu email, em filinha indiana, para caixas de email onde vão ser certamente ignoradas e relegadas para montes de lixo cibernético, mas isso é só o meu eu negativista a falar, e uma costela do meu eu realista a dar de si), mas parece-me que isso vai demorar muitos meses, se é que o vou conseguir sequer.

tendo em conta uma certa falta de fundos que me permitissem tirar férias e ir viajar por aí (que era mesmo aquilo de que precisava), e a minha decisão de não fazer o que costumo sempre fazer nestas alturas (envolver-me com as pessoas erradas e meter-me em histórias que depois não levam a lado nenhum), fico sem ideias. vou ao cinema todos os dias? vou para casa por um caminho diferente de segunda a sexta-feira? inscrevo-me em aulas de alguma coisa? aprendo a costurar? proponho-me a experimentar todos os tintos alentejanos que existem até aos 10€?

como é que eu tiro o pedregulho em cima do peito que me faz ficar amarrada à cama todas as manhãs? como é que eu deixo de ter esta sensação de… é só isto que existe?