esse eterno levantar-se depois de cada queda
essa busca de equilíbrio no fio da navalha
essa terrível coragem diante do grande medo, e esse medo
infantil de ter pequenas coragens.
vinicius de moraes, O Haver

cristina, boa sorte. é preciso coragem!

daqui